facebook youtube twitter

A Ambiente

Observação de Aves – parte5

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Chegámos à última parte desta rúbrica. Falemos então de algumas dicas úteis para ver aves.

  • Relembro que dentro da mesma espécie as aves variam de aspeto, cores e formas, isto devido ao seu ciclo de vida, sexo e altura do ano. Por exemplo as gaivotas que vemos nas praias; há castanhas, brancas e cinzentas. Num bando de 100 gaivotas de várias cores podem ser todas gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis) isto porque os juvenis têm plumagem castanha, e nos primeiros 3 anos de vida perdem gradualmente o castanho, ficando totalmente brancos no 4º ano de vida, com as asas cinza. Outro exemplo é o pilrito-comum (Calidris alpina) que no verão tem o peito preto, o dorso alaranjado com partes escuras e no inverno o seu peito é totalmente branco e o dorso todo cinzento. O tão conhecido pato-real (Anas platyrhynchos) é um bom exemplo de diferenças de macho e fêmea, sendo o primeiro de cabeça verde, bico amarelo, corpo castanho, branco, preto e as asas com um “espelho” azul e a segunda toda castanha, permitindo uma excelente camuflagem por entre a vegetação.
  • Atenção também aos chamamentos das aves, os melros têm sons bem diferentes para socializar, acasalar e ainda tons de alarme/aviso.
  • Estar de olhos bem abertos para ver se as aves selvagens estão anilhadas. Nas suas patas pode haver “chapas” de metal ou plástico colorido com um número de séries específico. Se conseguir ver e anotar este número, que o submeta na internet ou contacte Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Esta informação é extremamente útil para os investigadores saberem para onde e quando vão estas aves, contribuindo para a sua conservação e estudo da ecologia.

Espero que tenham gostado da rúbrica, através do ponto de vista de alguém que vive para a natureza e se encanta com a beleza das aves e do seu mundo.

Quem quiser participar pode ser voluntário ou vir às nossas actividades, caminhadas, reuniões e/ou fazer-se sócio. www.grupoflamingo.org

Mauro Hilário: Vice-Presidente do Grupo Flamingo

 

flamingos1

Email:

geral@distritonline.pt / publicidade@distritonline.pt

Telefone:

916 797 042

Google Bottom